logo filmes e cenas Filmes e Cenas / Cenas / Milan Design Film Festival

Milan Design Film Festival

Milan Design Film Festival

Reação dos fãs:

0

Estivemos no maat, em Lisboa, para assitir ao Milan Design Film Festival.

Criado por: Ricardo Santos Silva em 13 / 09 / 2020

Partilha

Estivemos presentes numa excelente iniciativa, o Milan Design Film Festival. Este festival de cinema sobre design e arquitetura decorreu no Museu Arte, Arquitetura e Tecnologia - maat. 


Este festival propôs uma seleção de documentários que exploram temáticas relevantes para a arquitetura contemporânea, pode ler-se no panfleto que me foi entregue no evento. Diz ainda que, "a questão principal diz respeito ao simbolismo dos edifícios: o que representam os estilos, os materiais ou as proporções de um prédio? O que esperam os clientes dos arquitetos? Uma expressão de poder, da riqueza, do glamour, da inovação? Se as edificações refletem a época da sua construção, a sensação que se pretende criar deve ser vital, envolvente. Quando se habita ou simplesmente se observa um edifício é possível identificar-se com o mesmo, partilhando a sua linguagem e a mensagem que inevitavelmente este exprime. Os filmes propostos procuram analisar alguns destes tópicos". E, pelo menos os dois documentários que vi, tocaram em alguns pontos dos acima referenciados.


O primeiro documentário girava em torno de como a globalização também pode ser repressivo e colonialista ao nível da arquitetura. Foram aqui documentadas vários sítios onde estilos de arquitetura ocidentais ou até monumentos ocidentais foram imitados em países africanos, como por exemplo, na Basílica da Nossa Senhora da Paz de Yamoussoukro na Costa do Marfim, que é uma das maiores igrejas cristãs do mundo e foi feita à imagem da Basílica de S. Pedro em Roma, ou ainda a cidade chinesa de Hangzhou que parece uma mini-Paris, tem uma torre eiffel, uns campos elísios e um arco do triunfo. Também se pode dizer, ou pensar, que, a maior parte das pessoas que vive nestas terras não tem possibilidade de viajar e então esta é uma forma de conhecerem outras culturas e os monumentos que há noutros sítios do mundo.


Mas, engane-se quem acha que num festival de cinema deste género, mais técnico, não há histórias de amor daquelas que só vemos nos filmes. A verdade é que, esta que vos vou contar, parece de filme mas aconteceu mesmo. Vimos ainda neste documentário, um senhor que, por amor à sua falecida esposa, lhe construiu de raíz uma imitação do Taj Mahal para servir de sítio onde as suas campas (a da mulher e a dele quando morrer) pudessem descansar e ficar guardadas. 


Este documentário ainda deixou uma frase no final que me fez pensar, ora atentem: "se desejas ver algo na realidade, é porque já o viste em algum tipo de imagem". Isto é muito verdade, porque é que a maior parte de nós gostaria de ver, ao vivo, as letras que dizem HOLLYWOOD naquela montanha árida? Porque as vemos vezes sem conta em filmes americanos, porque é que gostaríamos de visitar a Torre Eiffel ou as Pirâmides de Gizé? Porque já vimos fotos das mesmas. Sem esta globalização, as imagens não nos chegariam tão rápido dos diferentes sítios do mundo que existem tão belos, para visitar.


No segundo documentário que vi, sobre o trabalho de um conhecido arquiteto, Jean Nouvel, percebi mais sobre como se pensa um edifício, mesmo de diferentes tipos, vi o arquiteto a falar sobre as bases de salas de concertos, óperas, igrejas ou museus nacionais. Vimos alguns detalhes e como surgiram obras megalómanas pensadas por ele e que são dos edifícios mais bonitos do mundo.


Por exemplo, vimos como pensou a torre do MoMA em Nova Iorque. Desenhou-a não só para ser imponenete individualmente mas para ficar bem no meio de todos os outros edifícios retângulares e altos que estão à sua volta, ou seja, teve em conta aquilo que queria para o seu edifício mas também aquilo que está à volta, não sendo individualista ao ponto de fazer o edifício como ele o desenhou, como pensou e só se preocupar com isso, mas elevar também em beleza e organização a cidade de Nova Iorque.


O festival continua hoje, com programação até por volta das 19h.




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro