logo filmes e cenas Filmes e Cenas / Cenas / Sacha Baron Cohen: Melhores Personagens

Sacha Baron Cohen: Melhores Personagens

Sacha Baron Cohen: Melhores Personagens

Reação dos fãs:

0

O camaleão Sacha Baron Cohen é conhecido por inúmeros papéis arriscados. Aqui trazemos-te alguns dos melhores dele.

Criado por: Ricardo Santos Silva em 13 / 10 / 2020

Partilha

Sacha Baron Cohen está hoje de parabéns. O ator inglês conhecido por filmes como “Sweeney Todd” ou “Les Misérables”, é também conhecido no mundo inteiro pelas personagens que cria e que são sempre polémicas. A série “Who is America” do Showtime foi onde Cohen foi mais longe e chegou mesmo a correr perigo de vida, para além dos inúmeros processos em tribunal que já está habituado desde há muito.


Para celebrar o aniversário deste genial ator (que vamos poder ver em “Os 7 de Chicago” e Borat 2 que estreiam este mês) decidimos relembrar algumas das personagens mais polémicas que já encarnou.


Borat: talvez a mais conhecida de todas as personagens deste ator. Aqui, Sacha Baron Cohen interpreta um jornalista do Cazaquistão que vai até aos Estados Unidos fazer um documentário sobre aquele país para o governo do Cazaquistão. O objetivo de Sacha é fazer uma sátira e mostrar o que americanos reais (porque todas as pessoas que entrevista são reais) fazem no seu dia-a-dia e opiniões que têm muito controversas que não se importam de dizer a plenos pulmões. Isto valeu algumas situações perigosas a Cohen, teve muitos processos contra ele e até uma investigação do FBI contra a personagem Borat. O segundo filme foi gravado de surpresa no último verão e também já se soube que correu perigo de vida quando foi disfarçado a um comício de extrema direita em prol das armas;


Admiral General Aladeen: esta personagem tem inspiração numa pessoa real. O general Aladeen do filme “O Ditador” foi inspirado no ditador da Líbia, Muammar al-Gaddafi. Não é dos mais engraçados e, especialmente por ter vindo depois de Borat e Bruno, esperava-se mais mas, a história de um ditador do médio oriente que fica exilado nos Estados Unidos não satisfez as gargalhadas de muita gente, ainda que tenha os seus momentos;


Gio Monaldo: esta personagem em “Who Is America” serviu para Baron Cohen mostrar a quantidade de coisas inacreditáveis, de luxos, que os 1% mais ricos têm à sua disposição. Uma das entrevistadas por Gio chegou mesmo a pedir desculpas públicas.


OMGWhizzBoyOMG: este youtuber finlandês excêntrico foi inspirado no famoso youtuber pewdiepie, e ele conseguiu convidar para o seu programa e canal de youtube fantasma alguns dos mais controversos e violentos “sheriffs” dos Estados Unidos, casos de Joe Arpaio e David A. Clarke para depois os ridicularizar. Mais uma personagem da série “Who Is America”.
Ali G: de entre estas personagens, é a mais antiga e uma das mais famosas. Aquele rapper que fazia as entrevistas mais mirabolantes, foi a primeira personagem a ter um filme, “Da Ali G Show” (neste filme aparecem Borat e Bruno pela primeira vez). Neste filme o objetivo era mesmo, fazer com que os entrevistados se sentissem desconfortáveis, ele chegou a entrevistar o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.



Erran Morad: a personagem que mais me causou desconforto. Não pela personagem em si mas pelo que conseguiu pôr os seus entrevistados a fazer. Sacha faz-se passar por um general da Mossad e chega a entrevistar um senador que lhe chega a dizer que concorda com um plano fictício apresentado por esta personagem, no qual crianças de 4 e 5 anos deviam aprender a disparar armas e a ter autorização para as levar para a escola para se poderem proteger. Este senador demitiu-se assim que a série foi para o ar.


Bruno Gehard: uma das mais provocantes personagens de Cohen. O excêntrico gay austríaco Bruno teve um filme que teve tudo de excêntrico ao máximo, roupas, sexo (“a fingir”), e veio numa altura em que nos Estados Unidos nada disto era, de todo, aceite. Foi mais ou menos aceite pela comunidade LGBT porque também o exagero pode ter ferido esta comunidade e os preconceitos que se fazem dela foram aque elevados ao máximo.



Dr. Nira Cain-N’Degeocello: este académico de ciências sociais que está presente na controversa série “Who Is America”, viajava para sítios do sul particularmente racistas e dava palestras que serviam só para enfurecer os locais. Chegou a haver arremesso de objetos contra Baron Cohen e ameaças de morte.



Ver essa foto no Instagram

Sacha Baron Cohen está hoje de parabéns. O ator inglês conhecido por filmes como “Sweeney Todd” ou “Les Misérables”, é também conhecido no mundo inteiro pelas personagens que cria e que são sempre polémicas. A série “Who is America” do Showtime foi onde Cohen foi mais longe e chegou mesmo a correr perigo de vida, para além dos inúmeros processos em tribunal que já está habituado desde há muito. Para celebrar o aniversário deste genial ator (que vamos poder ver em “Os 7 de Chicago” e Borat 2 que estreiam este mês) decidimos relembrar algumas das personagens mais polémicas que já encarnou. Borat: talvez a mais conhecida de todas as personagens deste ator. Aqui, Sacha Baron Cohen interpreta um jornalista do Cazaquistão que vai até aos Estados Unidos fazer um documentário sobre aquele país para o governo do Cazaquistão. O objetivo de Sacha é fazer uma sátira e mostrar o que americanos reais (porque todas as pessoas que entrevista são reais) fazem no seu dia-a-dia e opiniões que têm muito controversas que não se importam de dizer a plenos pulmões. Isto valeu algumas situações perigosas a Cohen, teve muitos processos contra ele e até uma investigação do FBI contra a personagem Borat. O segundo filme foi gravado de surpresa no último verão e também já se soube que correu perigo de vida quando foi disfarçado a um comício de extrema direita em prol das armas; Admiral General Aladeen: esta personagem tem inspiração numa pessoa real. O general Aladeen do filme “O Ditador” foi inspirado no ditador da Líbia, Muammar al-Gaddafi. Não é dos mais engraçados e, especialmente por ter vindo depois de Borat e Bruno, esperava-se mais mas, a história de um ditador do médio oriente que fica exilado nos Estados Unidos não satisfez as gargalhadas de muita gente, ainda que tenha os seus momentos; Gio Monaldo: esta personagem em “Who Is America” serviu para Baron Cohen mostrar a quantidade de coisas inacreditáveis, de luxos, que os 1% mais ricos têm à sua disposição. Uma das entrevistadas por Gio chegou mesmo a pedir desculpas públicas. (continua nos comentários) Qual a tua personagem preferida de Sacha Baron Cohen? Qual o teu filme preferido do ator? #filmesecenas

Uma publicação compartilhada por Filmes e Cenas (@filmesecenas) em




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro