The Gentlemen - Senhores do Crime

Reação dos fãs:

0

Duração: 113 minutos

Data de Estreia: 01 / 01 / 2020

Orçamento: $ 22.000.000

Receita: $ 114.996.853

Linguagem: Inglês

Status: Lançado

Produtora /s:

Miramax STX Films Toff Guy Films

Tua reação:
0

Partilha

Sinopse

A história do expatriado americano Mickey Pearson, um homem que criou um império de marijuana altamente lucrativo em Londres. Quando começa a constar que ele está a tentar lucrar com os negócios para se poder reformar, desencadeiam-se conspirações, esquemas, suborno e chantagem, na tentativa de sabotar o seu domínio.

Review

Reviews: 116
Seguidores: 2


The Gentlemen: Senhores do Crime

Reação dos fãs:

0

07 / 08 / 2020

Neste regresso aos poucos aos cinemas, alguns filmes que não tiveram oportunidade de estar por lá por causa da pandemia voltam a estar disponíveis, caso deste “The Gentlemen - Senhores do Crime” de Guy Ritchie. Portanto, aqui vai o que achei deste filme:

Vamos começar pelo cast, este filme conta com, Matthew McConaughey, Charlie Hunnam, Michelle Dockery, Collin Farrel, Hugh Grant, e outros grandes atores e atrizes. Deste cast fenomenal sai mais uma obra prima de Guy Ritchie. 

O enredo é contado a partir de um guião para um filme que relata acontecimentos da vida real das personagens do filme, a partir do olho de um detetive privado, detetive esse interpretado por Hugh Grant. O filme começa com uma cena num bar com pormenores deliciosos, como o facto de a máquina de pressão da cerveja ter inscrito as seguintes letras “GRITCHIE”, em alusão a uma marca de cervejas do realizador deste filme. 

Muito bem escrito pelo próprio realizador, este filme transporta-nos ao longo de uma narrativa pincelada com diálogos absolutamente fenomenais. Entre roubos que se tornam video clips, e cenas maravilhosamente filmadas, vemos o desenrolar de uma ação que nos prende ao ecrã desde o primeiro minuto para nos apercebermos que cada vez estamos mais perto do ecrã, e não nos vamos conseguir descolar até ao fim. 

Nesta forma de filmar deliciosa que falámos, destaque para um diálogo no início em que se fala de formas de filmar e o formato de imagem do teu ecrã vai mudando conforme o tema. 

Há cenas gloriosas que vão ficar para a história, uma cena de porrada num bar, a busca pela filha de um importante senhor numa junky house, até quando o próprio Guy Ritchie entra no filme a receber a proposta para fazer um filme com o guião que contou o enredo até ali (quando virem, vão perceber melhor esta parte), permitam-me dizer que, até o vomitado de uma das personagens nos é apresentado de forma gloriosa. O humor na escrita de diálogos em cenas dramáticas e sombrias só está ao alcance de génios como Guy Ritchie. Este é um filme que tens mesmo que ver.




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro