Entre Leiras

Reação dos fãs:

0

Duração: 82 minutos

Data de Estreia: 30 / 08 / 2020

Orçamento: Sem Informação

Receita: Sem Informação

Linguagem: Portiguês

Status: Lançado

Produtora /s:

Uma Pedra no Sapato

Tua reação:
0

Partilha

Review

Reviews: 116
Seguidores: 2


Entre Leiras

Reação dos fãs:

0

31 / 08 / 2020

Mais um documentário sobre o Portugal rural, o Portugal dos pobres, dos trabalhadores de sol a sol, dos que se levantam cedo e não param de trabalhar até ser de noite, dos que com pouco vão sobrevivendo e que, vão sendo descartados pelos citadinos e figuras de poder, dos que, muitas vezes, são esquecidos por todos.


A verdade é que, é mais um documentário sobre esta gente, mas é feito de forma diferente. As "estrelas" são duas irmãs, Ana e Glória, e só elas, não há explicações, narrações, tentativas de superioridade ao que está a ser documentado. Uma ótima perspetiva de contar as coisas por parte da realizadora, Cláudia Ribeiro.


A realizadora acompanhou estas senhoras durante sete meses no seu campo na localidade de Passinhos de Cima, entre o Douro e o Tâmega, o tempo que vai desde as plantações às colheitas. Um trabalho difícil, muito difícil, mas que estas senhoras (que aparentam já ter chegado aos seus 60 anos), tratam com uma perna às costas, estão em melhor forma que muitos atletas de alta competição, há por aí muito futebolista que não aguentava fazer este trabalho. 


As imagens deste filme foram recolhidas em 2017, e vemos aqui mais um filme da seleção nacional do IndieLisboa que não é deste ano, nem do ano passado, coisa que tem sido comum, uma das razões pode ser a falta de apoios do cinema português que aqui se espelha nos poucos filmes deste ano a concurso, outra pode ter sido a pandemia que impediu algumas ultimações nos filmes que sairiam este ano (mas é difícil que um filme que estivesse em pós-produção este ano, ainda figurasse na edição presente do IndieLisboa devido aos prazos).


Resta dizer que é impressionante como estas senhoras, mesmo levando esta difícil vida, em que os filhos as visitam uma vez por semana, bem como o padeiro e a peixeira, isoladas ali naqueles socalcos, conseguem sorrir, ser felizes, conversar e viver bem, fez-me pôr em perspetiva pensamentos mais estranhos e tristes que, por vezes, tenho.


Cláudia Ribeiro fez aqui um ótimo trabalho na captação da essência desta história, sem precisar de interferir com ela, de a poluir com a sua presença ou voz, quando participa, é necessário, e fá-lo muito bem.




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro