Self Made: Inspired by the Life of Madam C.J. Walker

Reação dos fãs:

0

Temporadas: 1

Data da Estreia: 20 / 03 / 2020

Última Temporada: 20 / 03 / 2020

Total de Episódios: 4

Duração por Episódios (aprox): 47 minutos

Em Produção: Não

Linguagem: Inglês

Produtora /s:

Netflix

Tua reação:
0

Partilha

Review

ranting

Reviews: 88
Seguidores: 2


Self Made: Inspirado na vida de Madam C. J. Walker

Reação dos fãs:

0

02 / 09 / 2020

O nosso cabelo pode ser a liberdade que procuramos. Afirma Madame C.J. Walker que inspira esta série da Netflix. 

Perseverança, ambição e muuuito trabalho, foi a chave para o sucesso de C.J.Walker, que apesar de não estar nos livros de história, fez história e da boa!  

Protagonizada por Octavia Spencer, a série conta a história de Sarah Breedlove, uma lavadeira que se cansou do trabalho árduo e diário e decidiu cuidar dos cabelos das mulheres negras. Tornou-se uma grande empresária, humanitária e ativista política e social. Foi a primeira mulher que se tornou milionária por trabalho próprio, nos EUA.

A minissérie tem 4 episódios e tem um tom muito leve, às vezes divertido e outras vezes dinâmico, mas também tem uma postura séria quando é preciso.  

Antes do sucesso, houve muitas batalhas. Addie (Carmen Ejogo) foi a maior rival de Sarah, e há muitos momentos de fantasia que, na minha opinião, estragaram muitas cenas. 
É inspirada na história de vida da Madame Walker, no entanto, o argumento é demasiado fictício. Há personagens que não existiram, relações que não foram assim tão importantes e rivalidades que também não correspondem à verdade.

Ainda assim, acredito que os exageros foram meios para abordar temáticas mais importantes. A força e o destaque de uma mulher negra que, numa sociedade ainda muito retrógrada, conseguiu fazer do sonho uma realidade. Se não fosse o magistral talento de Octavia Spencer, a série teria tido um rumo diferente, acho eu. 

É um retrato inteligente e genuíno de uma figura importante, ainda que com erros, merece ser vista.
Também acho que havia muito mais para explorar. Por exemplo, Sarah teve uma vida muito triste antes de ser empresária. Mas esse antes teve influência quando decidiu criar o seu próprio negócio.

Tinha sido interessante ir mais atrás e fazer essas ligações que no fim, justificavam muitas das decisões dela. 

Mas pronto, foi uma boa tentativa de contar uma história importante e recomenda-se, porque Octavia Spenser merece ter o seu trabalho visto e apreciado. 




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro