Killing Eve

Reação dos fãs:

0

Temporadas: 3

Data da Estreia: 08 / 04 / 2018

Última Temporada: 31 / 05 / 2020

Total de Episódios: 24

Duração por Episódios (aprox): 43 minutos

Em Produção: Não

Linguagem: Inglês

Produtora /s:

BBC America

Tua reação:
0

Partilha

Sinopse

Killing Eve conta a história de duas mulheres: Eve, uma agente do MI5 cujo trabalho de secretária está longe das suas fantasias de ser uma espia; e Villanelle, uma assassina profissional e psicopata. Igualmente inteligentes e obcecadas uma com a outra, as duas vão protagonizar um jogo viciante de perseguição.

Review

ranting

Reviews: 88
Seguidores: 2


Killing Eve - Temporada 3

Reação dos fãs:

0

02 / 09 / 2020

Antes desta série reconhecíamos Sandra Oh pela brilhante cirurgiã Cristina Yang em Anatomia de Grey, até que chegou Eve Polastri e mais uma vez arrebatou-nos com o seu grande talento.

E por falar em talentos… Não é suposto dizer que somos totalmente fãs de uma psicopata imprudente, sem conduta moral e com um lado muuuuuuito impulsivo. Mas em Killing Eve, o que vai acontecer é ficarmos rendidos a Villanelle, interpretada por Jodie Comer, que nos faz ficar colados ao ecrã desde os primeiros episódios da primeira temporada e assim continua a ser na terceira temporada.

Esta temporada explora com mais profundidade os aspetos emocionais das personagens e deixa de parte a intriga e perseguição que estávamos habituados nas temporadas anteriores. Há episódios com menos envolvência da protagonista e antagonista e mais focos noutras personagens. A diferença é que, este ano Suzanne Heathcote substituiu Phoebe Waller-Bridge e Emerald Fennell e escreveu-nos uma temporada mais sombria, baseada no mais profundo íntimo das personagens e com o objetivo de nos mostrar as consequências de tudo o que se passou nos episódios anteriores, que irreversivelmente trocou os planos a todos. E faz todo o sentido! 

Não posso contar-vos o que acontece na temporada maaaas, só um cheirinho não faz mal e se calhar até ajuda a despertar o interesse. Temos direito a um episódio bastante divertido que nos ajuda a perceber a mente distorcida da nossa psicopata favorita. Villanelle reencontra a família e percebemos os motivos das suas péssimas decisões. Sabe a pouco até. Por mim, tinha sido uma temporada só com ela e a família.  

Ainda precisas de mais um empurrãozinho? Bom, aconselho a ver pelo menos o primeiro episódio. Logo no início da temporada temos um casamento que te vai deixar de queixo caído. Também neste episódio começamos a ter uma perspetiva diferente do relacionamento mãe e filho entre Carolyn (Fiona Shaw) e Kenny (Sean Delaney). Eles que sempre tiveram uma relação emocional muito desligada agora ficamos com a esperança de que podem tornar-se mais próximos. Mas não é isso que acontece e o final do primeiro episódio vai ser um grande murro no estômago, principalmente para os fãs do adorável miúdo Kenny. 

Esta tão esperada temporada foi repleta de surpresas com hilariantes momentos das nossas personagens favoritas e confesso que precisei de uns dias para recuperar deste drama! Já a playlist do meu carro ficou mais rica, graças a Catherine Grieves e David Holmes, que nos trazem uma mistura eclética de músicas e são perfeitas em todos os episódios. 

Só para terminar, esta temporada não foi perfeita. A princípio, o objetivo de Killing Eve era criar uma história policial diferente, ou seja, com menos homens. Assim surge a ideia de juntar duas mulheres fortes e carismáticas no centro do centro. E mais, é uma perseguição que se torna bastante intima e acaba a desenvolver uma obsessão mutua, com direito a romance e muito humor à mistura.

Portanto, o segredo é este. Não nos tirem mais tempo de Eve e Villanelle!! Espero ansiosamente pela quarta temporada na esperança que o rumo da história mude e volte a centrar-se no que realmente importa, se não até o nome da série perde o propósito.




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro