Barbaren

Reação dos fãs:

0

Temporadas: 1

Data da Estreia: 23 / 10 / 2020

Última Temporada: 23 / 10 / 2020

Total de Episódios: 6

Duração por Episódios (aprox): 45 minutos

Em Produção: Não

Linguagem: Alemão

Produtora /s:

Netflix

Tua reação:
0

Partilha

Review

ranting

Reviews: 116
Seguidores: 2


Bárbaros - Temporada 1 (espero!)

Reação dos fãs:

1

10 / 11 / 2020

Já me fazia falta uma boa série de época e esta "Barbaren" veio colmatar essa falha. Nunca comecei "Vikings" pela quantidade de episódios, mas esta minissérie de apenas 6 episódios aguçou-me a vontade, não só por ser curta, mas por retratar um período histórico que gosto de ver e do qual gosto de saber mais, o do império romano. Gostei ainda mais da série por não tratar os romanos como heróis mas sim como o povo esclavagista e opressor que foi. 


É uma produção original Netflix mas em parceria com uma produtora alemã, pelo que a série é quase toda falada em alemão. E é uma série alemã na sua génese, feita com a frieza e o cuidado pela fotografia ao estilo do cinema alemão. O 1º episódio é cheio de ação e perseguições, vemos personagens fortes e uma surpresa no fim que é importantíssima e dá o gancho para prender qualquer um a este enredo. No entanto, o enredo pode não chegar para alguns. Se olharmos em pormenor para as caracterizações, podemos esbarrar em alguns erros. É verdade que as personagens têm a cara e os braços sujos e isso é bem feito mas depois têm sempre uns grandes penteados e umas barbas bem aprumadas e as roupas passadas a ferro e isso não acontecia naquela altura, de certeza. 


Apesar da época retratada, os criadores da série não se puseram com cenas demasiado gráficas como tínhamos, por exemplo, em "Spartacus". Quer em termos de violência, não vimos as entranhas de ninguém a sair por causa de um pequeno corte na barriga, quer em termos de sexo, não há orgias para cada lado que a câmara aponte e ainda bem. 


Quando uma série que já me tinha conquistado, se põe com bruxarias e rituais misteriosos e bem feitos como estes, é meio caminho para eu adorar. No entanto, aqui reside um problema. Há uma personagem, Ansgar, que é um pequeno miúdo que fica com poderes de vidente, mais ou menos, ou seja, muito parecido a Bran de "Game of Thrones". E não é a única semelhança entre estas duas séries. Mas digamos, duas séries de luta, de guerra, antes de armas de fogo e com algum misticismo teriam algumas semelhanças. 


Não obstante com tudo o que já disse neste texto, o guarda-roupa e caracterizações estão fantásticos. Durante toda a temporada fiquei deslumbrado com esta parte, mas o último episódio, o da grande batalha, mostrou outro nível, as pinturas dos "bárbaros" e especialmente de Thusnelda estavam magníficas.


O monólogo de Laurence Rupp (Ari) coroa uma muito boa performance deste ator, num momento que é verdadeiramente arrepiante, aliás, toda a batalha é inquietante. Sei que a língua falada na série vos pode parecer estranha e isso afastar-vos de a ver, mas não cometam esse erro.


Há espaço para uma segunda temporada e espero que aconteça. 




Transmita tua reação:


1
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro