O Amor é o Melhor Remédio

Reação dos fãs:

0

Duração: 112 minutos

Data de Estreia: 22 / 11 / 2010

Orçamento: $ 30.000.000

Receita: $ 102.820.008

Linguagem: Inglês

Status: Lançado

Produtora /s:

Fox 2000 Pictures Regency Enterprises New Regency Pictures Stuber Productions Bedford Falls Productions Dune Entertainment

Tua reação:
0

Partilha

Sinopse

A evolução da relação entre Maggie e Jamie apanha-os de surpresa, ao darem conta de estarem sob a influência da derradeira droga: o amor... Maggie é um fascinante espírito livre que não permite que nada a prenda, nem mesmo um fascinante desafio pessoal. Mas conhece a sua cara-metade em Jamie Randall, cujo charme é quase infalível tanto com as senhoras como com as vendas de produtos farmacêuticos. A evolução da relação entre Maggie e Jamie apanha-os de surpresa, ao darem conta de estarem sob a influência da derradeira droga: o amor...

Review

ranting

Reviews: 60
Seguidores: 2


Será o amor a droga mais forte do mundo?

Reação dos fãs:

0

24 / 11 / 2020

Estamos todos a falar do mesmo! Esperamos pela vacina para a COVID19 e uma dessas vacinas é feita pela Pfizer, que é a criadora do Viagra.


Okay, neste momento, devem estar a perguntar o porquê de estar a falar sobre isto. Hoje “O Amor É O Melhor Remédio” faz 10 anos e Viagra foi a droga que Jake Gyllenhaal vendeu no filme. Isto criou um dos momentos mais engraçados do filme!


Sim, este é um filme engraçado, mas é muito mais do que isso. É uma história sobre amor e sacrifício, e no meio de tantas gargalhadas e momentos calorosos o filme é capaz de falar sobre matérias sérias e faz-nos apaixonar por estas duas personagens principais que nos ensinam que nós não escolhemos quem amamos.


A química de Jake Gyllenhaal e Anne Hathaway é incrível e eles são a verdadeira razão para o filme funcionar tão bem. Acreditamos em todos os aspetos da relação deles, acreditamos no amor deles, ódio, sofrimento e no facto de querem ficar juntos. Em todos os momentos fazem-nos acreditas e isto é importante para nós continuarmos a investir na história.


A temática central não é fácil e dou valor a Edward Zwink que consegue balançar tudo muito bem. Nunca parece ser falta de respeito a pessoas que sofrem com doenças como o Parkinson e, mais importante, parece que nunca usam a “carta triste” para ganhar a nossa simpatia. Tudo acontece de forma muito natural!


Creio que ainda precisam de mais razões para ver este filme. Bom, posso apontar para Josh Gad que é absolutamente hilariante como irmão de Jake Gyllenhaal. Para além disso, todas as cenas de Anne Hathaway mostra como ela é uma das atrizes mais versáteis e bonitas do momento, sendo capaz de ter atuações perfeitas em dramas e comédias. 




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro