Eduardo Mãos de Tesoura

Reação dos fãs:

0

Duração: 105 minutos

Data de Estreia: 05 / 12 / 1990

Orçamento: $ 20.000.000

Receita: $ 53.000.000

Linguagem: Inglês

Status: Lançado

Produtora /s:

20th Century Fox

Tua reação:
0

Partilha

Sinopse

Peg Boggs é uma vendedora da Avon que acidentalmente descobre Edward, um homem mecânico que mora sozinho numa mansão abandonada. Ali vivia um inventor, responsável pela sua criação, que morreu antes de lhe poder acabar as mãos, deixando-lhe afiadas tesouras no lugar dos dedos. Decidida a integrá-lo na comunidade suburbana do vale, ela leva-o para casa onde ele cria penteados revolucionários, cuida das sebes dos jardins e faz esculturas de gelo... até ser vítima da sua inocência e se tornar um proscrito por ser diferente.

Review

ranting

Reviews: 59
Seguidores: 2


Não há história de amor mais bonita do que esta!

Reação dos fãs:

0

10 / 12 / 2020

“Eduardo Mãos de Tesoura” completa hoje 30 anos e eu aceito qualquer desculpa para falar sobre este filme!

Este filme não representa apenas a primeira vez que Tim Burton e Johnny Depp trabalharam juntos. Também foi o último filme de Vincent Price e o primeiro trabalho de escritora de Caroline Thompson. Para além de tudo isto, ainda nos dias de hoje é um dos meus filmes favoritos e um que me deixa de boca aberta pela sua criatividade e pelo seu alcance.

Às vezes, muito raramente, aparece um filme em que tudo encaixa perfeitamente e este é um desses filmes. A visão de Tim Burton e a história lindamente trabalhada e escrita por Caroline Thompson foram transportadas para outro nível com a atuação de Johnny Depp que exigiu menos de 200 palavras para nos fazer acreditar e nos fazer apaixonar pelo personagem dele.

E para tornar este filme ainda mais mágico, temos a banda sonora de Danny Elfman e a fotografia de Stefan Czapsky que são simplesmente incríveis e que dão vida a tudo.

“Eduardo Mãos de Tesoura” é um filme lindo que nos mostra que não estamos sozinhos, que existem pessoas boas no mundo e os “Monstros” não são o que às vezes acreditamos que são.

Mostra-nos quando há amor contra todas as probabilidades e mostra que o que nos torna humanos não é a nossa humanidade em si, mas como agimos com os outros.

Como este filme é da perspetiva de Eduardo, vemos o mundo como ele o vê, sem maldade, com beleza em todos os sítios e talvez um pouco diferente e é isto que torna esta visão de Burton sobre o mundo numa das mais interessantes dele.

30 anos depois existem poucos filmes que conseguem contar uma história de amor mais bela do que esta! Este filme mantém-se igual em todos os sentidos e até diria que prova cada vez mais o porquê de fazer parte da história do cinema e quão talentosos são todos os envolvidos!




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro