Ma Rainey's Black Bottom

Reação dos fãs:

0

Duração: 94 minutos

Data de Estreia: 25 / 11 / 2020

Orçamento: Sem Informação

Receita: Sem Informação

Linguagem: Inglês

Status: Lançado

Produtora /s:

Escape Artists

Tua reação:
0

Partilha

Review

ranting

Reviews: 58
Seguidores: 2


Um filme totalmente de Chadwick!

Reação dos fãs:

0

18 / 12 / 2020

O nome de Ma Rainey pode estar no título do filme, e Viola Davis, como sempre, faz um trabalho excecional, mas este é um filme de Chadwick Boseman a 100%.

Chadwick Boseman foi um ator incrível, e mostrou-o em filme após filme, e honestamente, é difícil escolher um filme em que ele tenha feito um trabalho tão forte, comovente e poderoso como neste.

Na pele de muitos outros, este personagem seria simples e com alguns momentos fortes. O que Boseman fez, foi entregar-nos momentos fortes com uma intensidade que perdura, e nós simplesmente, não conseguimos esquecer a dor nos seus olhos e nas suas palavras.

Estou muito feliz por este filme ter sido o seu último trabalho! É poderoso, e neste momento, seria fácil para mim dar-lhe o Óscar de melhor ator.

Este filme poderia ser aborrecido. A história em si é simples e, à parte de alguns momentos-chave, não tem uma narrativa poderosa. O realizador George C. Wolfe decidiu, de forma inteligente, deixar os atores brilhar, e esta foi a sua melhor decisão.

Não foi apenas Chadwick Boseman que me surpreendeu. Primeiro, vi uma Viola Davis irreconhecível, que colocou imensa raiva e convicção dura e crua em todas as cenas e, inicialmente, foi algo que me irritou. Mas, à medida que o filme avança, começamos a entender as razões por trás destas ações.

Ma Rainey é uma personagem complicada e cheia de camadas que choca bastante com Levee. E o que torna tudo tão interessante é o facto de eles serem muito parecidos, como se fossem o espelho um do outro.

Glynn Turman, Colman Domingo, Michael Potts e Jonny Coyne completam um elenco de luxo!

Tal como "Fences", este filme não é sobre o mundo que define momentos, mas sobre momentos que definem o mundo de um determinado grupo de pessoas. E isto, torna o filme pessoal e íntimo.

Também não é nenhuma surpresa que seja o Denzel Washington a produzir este filme. Depois de “Fences” encontrou aqui outra história forte sobre a comunidade negra, que esconde uma mensagem muito mais forte do que aquela que vemos à primeira vista.




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro