Vedações

Reação dos fãs:

0

Duração: 139 minutos

Data de Estreia: 16 / 12 / 2016

Orçamento: $ 24.000.000

Receita: $ 64.414.761

Linguagem: Inglês

Status: Lançado

Produtora /s:

Paramount Scott Rudin Productions MACRO Bron Studios Escape Artists

Tua reação:
0

Partilha

Sinopse

EUA, década de 1950. Na juventude, Troy Maxson era um jogador de basebol extraordinário. Mas quando as ligas principais começaram finalmente a receber atletas negros, ele era demasiado velho para ser aceite. Sem alternativas, tornou-se trabalhador dos saneamentos de Pittsburgh, tal como Jim, um amigo de todas as horas. Apesar do seu coração generoso e do esforço para ser bom pai e marido, Troy deixa-se consumir pelo desgosto de ter sido obrigado a abandonar os seus sonhos, ficando por vezes amargo e excessivamente exigente consigo e com os outros. Até que uma decisão impensada faz ruir tudo à sua volta…

Review

ranting

Reviews: 88
Seguidores: 2


Cinema que acontece em cima de um palco!

Reação dos fãs:

0

29 / 12 / 2020

Denzel Washigton celebra hoje 66 anos! Foi também neste mês que, em 2016, estreou o filme “Vedações”. Ora, aqui está uma boa oportunidade para falar sobre o filme que ainda hoje me dá alguns arrepios.

Arrepios porque ainda me lembro das discussões que testemunhei por causa de perspetivas diferentes. As experiências nunca vão ser iguais para todos e “Vedações” é um dos filmes que pode levantar muitas opiniões distintas.

É fiel ao teatro… mas também é fiel à mensagem e é na mensagem que deve estar o foco. Pronto, esta é a minha perspetiva!

Denzel Washigton não é só o protagonista, é também o realizador desta obra que decidiu adaptar da peça de teatro do dramaturgo August Wilson e que foi vencedora de um Pulitzer e de um Tony Award.

Cá está, é uma peça de teatro adaptada para o cinema, mas não deixa de ter o tom exagerado e teatral e eu entendo a escolha! A história é sobre Troy Maxson (Washigton) que era um jogador de basebol extraordinário. Mas quando as ligas principais começaram a receber atletas negros, ele já era demasiado velho. Deixa-se consumir pelo desgosto e tornar-se amargo e excessivamente exigente.

O personagem de Denzel é um verdadeiro desafio e eu acho que foi superado com um trabalho absolutamente magnífico. Aqui, o exagero dramático era necessário e Denzel provou que não era uma escolha, tinha de ser feito assim e foi maravilhoso.

Viola Davis foi simplesmente incrível. Tudo o que sai da boca é verdadeiro e sentido, como se vivesse anos e anos de sofrimentos e dissabores. Representa toda a dor que existe no peito da personagem só com meia dúzia de palavras.

São atores gigantes a trabalhar com um texto que nos dá vários murros no estômago e leva-nos ao chão. Quando nos levantamos, já não somos os mesmos!

Vejo-o como acredito que deveria ser visto por todos, como um trabalho de um ator que se deixou influenciar pelo teatro e quis levá-lo ao grande ecrã sem que os espectadores percam a sensação de ver uma história em palco.

E é uma história poderosa porque nos traz pessoas reais com lições e reflexões mais do que pertinentes para todos nós.




Transmita tua reação:


0
Beta 1.0

Por favor faça login primeiro